Projeto de Mapeamento e Estruturação de Processos
Autor: Ariely Gomes de Queiroz Barbosa

O mapeamento de processos é uma forma de melhorar o desempenho e de mensurar os resultados de uma organização, está ligado diretamente à eficiência de seus processos, de forma que seu aperfeiçoamento é de fundamental importância.

Este trabalho tem por objetivo realizar o mapeamento e estruturação de processos em uma nova área de uma empresa de grande porte, utilizando as ferramentas de gestão da qualidade SIPOC e VAC para identificação e desenho dos processos.

O presente trabalho foi realizado in loco, através da observação, e pesquisa qualitativa e quantitativa de cada fase do processo. O resultado foi a construção do mapeamento de processos, de forma que a organização realize medições, o que faz com que tenha um diferencial competitivo frente a sua concorrência.

No artigo a seguir, serão mostrados alguns conceitos e ferramentas que compõem o mapeamento de processos, passando por sua origem, até a sua aplicação prática.

No atual cenário empresarial, no qual o nível de competitividade e exigências são cada vez maiores, o ambiente de produção precisa estar num processo contínuo de mudanças que exige rápida adequação e viabilização de informações para a tomada de decisões, para que possa satisfazer as necessidades de seus clientes, promovendo uma melhoria contínua de seus processos e produtos, para garantir sua permanência no mercado de trabalho de forma produtiva e sustentável.

Segundo Gonçalves (2000), as empresas que estão procurando se organizar por processos buscam maior eficiência na obtenção de seus produtos ou serviços, melhor adaptação a mudança, melhor integração de seus esforços e maior capacidade de aprendizado.

Com a utilização das técnicas e ferramentas da gestão de projetos é possível desenvolver metodologias capazes de promover adequações às novas mudanças para conseguir se posicionar de forma tática no mercado e atingir suas metas estratégicas.

Andrade e Paiva (2010) ressaltam que, diante das novas exigências do mercado, as organizações estão sofrendo um processo de mutação para se adaptarem a essa nova realidade, e o principal catalisador dessa mudança é a introdução das melhores práticas em gerenciamento de projetos, as quais possibilitam estabelecer um marco inicial nos processos de mudanças cultural e organizacional, necessárias à revisão de rotinas de trabalho, das relações de poder estabelecidas e das estratégias, dando novos rumos ao comportamento, às ações de seus líderes e da força de trabalho.

Portanto, o objetivo deste trabalho é realizar o mapeamento e estruturação de processos em uma nova área em uma empresa de grande porte. Como objetivos específicos desse trabalho, podem ser citados: Criar indicadores de resultados e padronizar os processos para monitoramento dos resultados da gerência.

Esse trabalho se justifica não somente pela necessidade do acompanhamento de resultados, mas também pelo enorme impacto financeiro e operacional que a aplicação desse tipo de ferramenta pode gerar em uma empresa de grande porte, afinal é imprescindível que a gerência tenha conhecimento de seus processos e saiba quais deles agregam valor, e que estes estejam alinhados a estratégia da empresa.

Segundo o Gestão de Projetos Brasil – Conceitos e Técnicas, 4ª Edição (2018), a aplicação de ferramentas e técnicas de forma eficaz e eficiente é uma forma de criar valor e benefícios para as organizações se manterem competitivas. O gerenciamento de projetos permite o alinhamento do projeto com o planejamento estratégico da organização, apoiando o alcance dos objetivos do negócio.

Leia o artigo na íntegra
Acesse nosso blog para mais artigos.